segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Filarmónica do Alqueidão em concerto no CAE com 'Deixem o Pimba em Paz' de Bruno Nogueira

Orquestrae é uma iniciativa da Câmara Municipal da Figueira da Foz em parceria com as Bandas Filarmónicas do Concelho e que tem como objetivo potenciar o desenvolvimento artístico e técnico das Bandas, proporcionando-lhes novas experiências musicais com artistas de destaque do meio musical português. 
Prestados os primeiros ensinamentos musicais e depois de intensivos ensaios ministrados pelo Mestre Oleiro, seu primeiro regente, os músicos da Filarmónica do Alqueidão subiram ao coreto no dia 5 de junho de 1927. Atualmente, a filarmónica é composta por 51 elementos, formados na sua Escola de Música, onde o ensino é gratuito. A Direção Técnica e Artística está, desde 2007, a cargo do Maestro Celso Azevedo Rama, que exerce ainda as funções de Professor e Diretor Pedagógico da Escola de Música “Ernesto Morgado”. 
Desde sempre fascinado pelo universo pimba, Bruno Nogueira propõe-se dar outra vida a essas canções, juntando Manuela Azevedo, vocalista dos Clã, e outros músicos que fizeram arranjos de jazz e pop onde eles eram pouco prováveis. O pimba é unificador. Às escondidas, para não parecer mal. Seja numa festa da Quinta do Lago, seja no meio de um churrasco em Massamá, aos primeiros acordes de uma música de Quim Barreiros haverá uma debandada a correr para a pista de dança e a cantar o refrão em alegre e alta voz. Deixem o Pimba em Paz é um concerto e um espetáculo de desconstrução e já não é pouco. 
Domingo 17 de novembro, 16h30 - Concerto da Filarmónica do Alqueidão com 'Deixem o Pimba em Paz'. 
Bilhetes a 10 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

Coro Canticus Camerae convidado para 'concerto imperdível' em Viseu!

O Coro Canticus Camerae da Assembleia Figueirense da Figueira da Foz dirigido pela maestrina Alexandra Curado vai participar, a convite da Junta de Freguesia de Viseu, num concerto imperdível, com Isabel Silvestre e com Abel Moura professor e instrumentista de acordeão, que se irá realizar no próximo sábado dia 16 de novembro às 21 horas na Igreja dos Terceiros em Viseu.

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Festival Sete Sentidos organizado pelo Pateo das Galinhas decorre em três fins de semana de novembro e funde o teatro e outras artes

O Festival Sete Sentidos, organizado pelo 'Pateo das Galinhas - Grupo Experimental de Teatro' em parceria com a Câmara Municipal da Figueira da Foz propõe-se fundir, num evento de regularidade anual, o teatro e outras artes. 
O teatro é defendido como uma arte totalizante onde tudo cabe, e por isso foi criado este festival que abre um espaço na agenda cultural do concelho, de cumplicidade entre as diferentes manifestações artísticas num namoro simbiótico, que dinamiza a cidade enquanto polo cultural e dando a conhecer obras, autores, atores e grupos, contribuindo também para a formação de novos públicos. 
Assim, depois de nas três outras edições o teatro ter 'namorado' com a literatura, com a música e com a fotografia, a edição de 2019 que vai ter lugar em três fins de semana de novembro em vários espaços culturais da Figueira da Foz, propõe uma relação séria entre o teatro e a escultura. 
Primeiro, havia o bronze, o mármore, a madeira; depois, veio o aço, o ferro, o plástico… antigamente o escultor trabalhava maioritariamente no seu ateliê, atualmente é comum ver o escultor a trabalhar na rua, na fábrica… antes, encarava-se cada escultura como uma criação original, agora, uma roda de uma bicicleta pode ser uma obra de arte! 
É no domínio da escultura que as transformações características da modernidade foram mais radicais, tendo-se estabelecido novas relações entre a matéria, a forma o volume, o espaço e o corpo. Estreitando a relação entre teatro e escultura, o Pateo das Galinhas convoca para as peças teatrais obras escultóricas que invadam os espaços vazios através de um modo manual de pensar. 
A abertura do evento Sete Sentidos - Festa do Teatro e da Escultura vai ter lugar no sábado de 9 de novembro, às 21h30, no Auditório do Sítio das Artes, com a estreia da nova produção teatral do Pateo "O Torcicologologista, Excelência" a partir do texto homónimo de Gonçalo M. Tavares com encenação de Júlio Sousa Gomes.

Coro da Filarmónica Lousanense e a Banda de Paião atuam em Santana

No âmbito do projeto 'Encontro de Colectividades' que se encontra em andamento - e que visa as comemorações do 125º aniversário de atividade ininterrupta da Sociedade Musical Recreativa, Instrutiva e Beneficente Santanense sedeada em Santana, da freguesia de Ferreira-a-Nova do concelho da Figueira da Foz - irão decorrer concertos no próximo domingo dia 10 de novembro pelas 15h30 no seu salão de festas pelo Coro Misto da Sociedade Filarmónica Lousanense e pela Banda da Sociedade Filarmónica Paionense.
Este espetáculo contêm um coro misto formado por vozes masculinas e femininas (baixos, tenores, contraltos e sopranos) superiormente dirigidas pelo Doutor Avelino Correia, que nos irá trazer uma panóplia de temas variados e encantadores.
A Câmara Municipal da Figueira da Foz, Junta de Freguesia de Ferreira-a-Nova, Fundação INATEL e os seus associados, amigos e admiradores, apoiam este arrojado projeto, o qual só é possível com a boa vontade de todos os intervenientes, quiçá da comunidade santanense e dos habitantes que com ela confinam.
(Texto enviado pelo maestro da Banda de Santana Francisco M. Relva Pereira)

'Parasitas' no CAE - O filme vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes 2019

Ki-taek tem uma família unida, mas estão todos desempregados e as suas perspetivas futuras são negras. O filho Ki-woo é recomendado por um amigo – que frequenta uma prestigiosa universidade – para dar explicações bem pagas, o que vem desencadear a esperança de um rendimento regular na família. Portador das expetativas familiares, Ki-woo dirige-se à casa dos Park para uma entrevista de trabalho. Chegado à casa do Sr Park – dono de uma empresa global de tecnologia informática – Ki-woo conhece Yeon-kyo, a bela e jovem dona da casa. Este primeiro encontro entre as duas famílias vai provocar uma imparável cadeia de incidentes... Filme "Parasitas", vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes 2019. 
CAE, sexta-feira 8 de novembro, 21h30. 
Realização de Bong Joon-Ho, com os intérpretes Song Kang Ho, Choi Woo Shik e Lee Sun Gyun.
Drama, Coreia do Sul, 2019, 02h12, m/14 anos. Bilhetes a 4 euros.

domingo, 3 de novembro de 2019

Arte e Amizade no Museu Interactivo da cidade de Lugo na Galiza

Esta é uma exposição conjunta de artistas sócios da AAAGP – Associação da Amizade e das Artes Galego Portuguesa da Figueira da Foz, e artistas de Espanha, mais um evento recheado de sucesso.
Inaugurada a 29 de outubro, ficará patente dois meses neste Museu com cerca de 40 obras expostas em pintura sobre tela, escultura e cerâmica. Em 2020 esta exposição estará na Casa do Paço da Figueira da Foz com inauguração marcada para o dia 9 de maio.
 
...................................
Por sua vez e no momento, a AAAGP regozija-se pelo protocolo estabelecido com 12 associações de arte sediadas não só em vários pontos do país, mas também em África e na América. Formalizaram ainda protocolos com três munícipios em simultâneo: Figueira da Foz, Góis e Espanha (Oroso - Santiago de Compostela, Galiza onde nasceu esta associação) e recentemente com a Casa de Angola em Lisboa.
A fazer 10 anos de existência esta associação continua a somar pontos e a evidenciar-se cheia de entusiasmo, valorizando a Amizade acima da Arte.
As aulas de pintura são oferecidas à quinta-feira à tarde, assim como as de música para adultos principiantes. Para a camada mais jovem têm vários horários.
Para mais informações a AAAGP aconselha os interessados a passarem pela sua Galeria na Rua do Pinhal, 1 (antiga Universidade Internacional).

quarta-feira, 30 de outubro de 2019

Trio Odemira no CAE na Comemoração dos seus 60 Anos de Carreira!

Os irmãos Júlio e Carlos Costa foram ainda novos para Odemira tendo o conjunto Dois Odemira surgido em 1955 quando venceram um concurso de novos talentos promovido pelo programa radiofónico "Companheiros da Alegria" de Igrejas Caeiro. 
Tornaram-se Trio Odemira com a entrada de José Ribeiro, que esteve 22 anos no grupo. Na década de 80 compôs-se a formação atual com a entrada de Mingo Rangel a juntar-se aos irmãos Costa. 
Este é um concerto de Comemoração dos 60 Anos de Carreira onde se podem ouvir grandes sucessos como "Anel de Noivado", "Nostalgia do Amor", "Amor com Amor se Paga", "Aqueles Olhos", “Ana Maria”, ou "Ansiedade", entre muitos outros. 
Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, domingo 3 de novembro, 16 horas. Bilhetes a 5 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline, e entrada gratuita para maiores de 60 anos mediante levantamento de ingresso na bilheteira do CAE.

segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Estreia Nacional no CAE do filme 'Vitalina Varela' de Pedro Costa

Sinopse: Vitalina Varela, 55 anos, cabo-verdiana, chega a Portugal três dias depois do funeral do marido. Há mais de 25 anos que Vitalina esperava o seu bilhete de avião. 
Este filme venceu, no passado mês de agosto, o Leopardo de Ouro no Festival de Locarno, arrecadando ainda o Leopardo de Prata para a melhor interpretação feminina, e o prémio Boccalino d’Oro para melhor atriz, ambos atribuídos a Vitalina Varela, a mulher cabo-verdiana que dá nome ao filme. 
Realização de Pedro Costa, com os intérpretes Vitalina Varela, Ventura e Manuel Tavares Almeida.
Segunda-feira, 4 de novembro, 21h30. Duração 02h05, Portugal, 2019, m/12 anos. Bilhetes a 4 euros.

No âmbito das Comemorações de Jorge de Sena o CAE apresenta dois filmes: 'Sinais de Fogo' e 'Correspondências'

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta, no âmbito das Comemorações de Jorge de Sena, duas sessões de cinema: 
"Sinais de Fogo" de Luís Filipe Rocha - Sábado, 2 de novembro, 15h00 
Portugal, julho 1936. A ditadura de Salazar está consolidada e controla totalmente o país. Um grupo de adolescentes passa as suas férias de verão na Figueira da Foz. Do outro lado da fronteira começou Guerra Civil de Espanha e, apesar da distância, a sua violência vai repercutir-se na vida destes jovens, lançados num turbilhão de intrigas políticas e paixões desencontradas que marcará tragicamente a sua passagem à idade adulta. 
Realização de Luís Filipe Rocha com os intérpretes Diogo Infante, Ruth Gabriel e Marcantonio Del Carlo; Drama, romance, Portugal, 1995. 
Duração 01h41, m/12 anos. Sessão com a presença do realizador. 
"Correspondências" de Rita Azevedo Gomes - Sexta-feira, 15 de novembro, 21h30 
Filme inspirado nas cartas trocadas entre dois poetas maiores da língua portuguesa, Sophia de Mello Breyner Andresen e Jorge de Sena durante os anos de exílio deste último (1957-78). A correspondência entre Sophia e Jorge de Sena, que foi editada em livro em 2005, é um testemunho da forte e profunda amizade entre estes dois poetas, mas é também marcada pelo sempre presente peso da censura e da situação política em Portugal naquela época. Simultaneamente, o filme procura correspondências com as nossas próprias vidas, ficcionando sobre as ligações e correntes que nos mantêm juntos. 
Realização de Rita Azevedo Gomes, documentário, Portugal 2016. 
Duração 02h25, m/12 anos. 
A entrada para estas sessões é gratuita, mediante levantamento de ingresso na bilheteira do CAE.

segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Concerto com os Dead Combo inserido na 'Tour Odeon Hotel' vem ao CAE!

Os Dead Combo editaram em abril de 2018 o seu sexto álbum de originais, “Odeon Hotel”. 
Com produção de Alain Johannes (Queens of the Stone Age, PJ Harvey, Chris Cornell, entre outros) este novo disco é a síntese perfeita da portugalidade e universalidade existentes na música dos Dead Combo. 
Composto por treze temas, o disco conta com a participação de diversos músicos convidados na sua gravação. O destaque especial vai para o cantor e compositor norte-americano Mark Lanegan que dá voz a “I Know, I Alone”, um dos mais belos poemas escritos em língua inglesa por Fernando Pessoa. Tó Trips: Guitarras | Pedro Gonçalves: Guitarras, Contrabaixo, Melódica, Pianinho |Alexandre Frazão: Bateria, Voz | Gui: Sopros, Mellotron, Voz | António Quintino: Contrabaixo, Guitarras, Mellotron. 
Sábado, 26 de outubro, Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, 21h30 - Concerto com os Dead Combo, inserido na "Tour Odeon Hotel". Bilhetes a 10 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

domingo, 20 de outubro de 2019

Sessão de cinema 'Viridiana' seguido de Café Concerto com 'O Gajo' no CAE

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta na sexta-feira 25 de outubro pelas 21h30 no Pequeno Auditório, uma sessão de cinema com o filme "Viridiana" de Luis Buñuel e, a partir das 23h00 no Jardim Interior, um Café Concerto / After Movie com O Gajo. 
Sessão de cinema com o filme 'Viridiana' de Luis Buñuel - 21h30 
A noviça Viridiana vai visitar o seu tio e benfeitor, Don Jaime, que vive sozinho desde a morte da mulher ocorrida em plena noite de núpcias. Perturbado pela semelhança entre Viridiana e a falecida mulher, Don Jaime quer mantê-la ao pé de si. Com a cumplicidade da criada Ramona, adormece Viridiana e tenta abusar dela durante o sono. Ao saber disso, Viridiana foge… 
Realização Luis Buñuel com os intérpretes Silvia Pinal, Francisco Rabal e Fernando Rey. Drama, Espanha / México 1961, 1h30, m/12 anos. Pequeno Auditório, bilhetes a 4 euros. 
Café Concerto / After Movie com O Gajo - 23h00
O Gajo nasce em Lisboa na primavera de 2016 pelas mãos de João Morais. Depois de 28 anos no circuito Punk Rock, João escolhe a Viola Campaniça, um instrumento histórico de raiz tradicional, para ligar a sua música à terra que o viu nascer, Portugal. 
O primeiro disco surge em 2017 e em janeiro de 2019 arranca um processo de internacionalização, onde se destaca uma muito relevante participação no Festival Eurosonic, na Holanda.
Em fevereiro deste ano apresentou o novo disco “As 4 Estações d’O Gajo”, nome inspirado numa das obras de maior referência da música clássica (“Le Quattro stagioni” - Antonio Vivaldi - 1723). Este trabalho divide-se em quatro peças (4 EPs) com os nomes de 4 estações de comboios de Lisboa.
Música instrumental com referências arábicas e mediterrânicas numa nova linguagem para um instrumento antigo, que na sua melhor tradição renasce pelas mãos de O Gajo como um escultor de pássaros livres.

terça-feira, 15 de outubro de 2019

O 'Casal da Treta' Ana Bola e José Pedro Gomes visitam o CAE!

A igualdade de género é uma treta, mas isso vai mudar! Ou será que não? Se até agora isto era um “clube de cavalheiros” bem-falantes, “Casal da Treta” marca a estreia de Détinha (Ana Bola), a mítica mulher de Zezé (José Pedro Gomes). Décadas de vida em comum recordadas na medida do possível: os estafermos dos filhos, o bairro onde sempre despejaram o lixo, o casamento que só quem foi lá é que o esqueceu. Do poliamor ao fitness, da 'prótese' da próstata ao 'forno' uterino, este casal não tem tabus. Mas Zezé e Détinha têm alguns segredos um do outro... 
Lamentavelmente (ou lamentavelmentemestes, diria Zezé), os portugueses vão ter de os saber. Que treta! 
Intérpretes: Ana Bola e José Pedro Gomes; Texto de Filipe Homem Fonseca, Mário Botequilha e Rui Cardoso Martins; Encenação, Sónia Aragão; Desenho de luz, Luís Duarte, e produção de 'Força de Produção'. 
Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz - Sábado 19 de outubro, 21h30: peça de teatro "Casal da Treta" com Ana Bola e José Pedro Gomes. 
Bilhetes a 15 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

Universal Concert - Espetáculo de Gala da ACCFF junta a Filarmónica das Alhadas e o tenor Luis Pinto

O "Universal Concert", promovido pela Associação de Coletividades do Concelho da Figueira da Foz e concebido pelo tenor Luís Pinto, é um espetáculo musicalmente marcante. Através do canto lírico, o público é conduzido para o universo rico das obras geniais e como que 'teletransportado' para o ambiente verista/renascentista das ruas de Itália. 
Participam neste espetáculo a Filarmónica da Sociedade Boa União Alhadense dirigida pelo Maestro José Firme, Sara Carneiro soprano lírico, Luís Pinto tenor, Tânia Carvalho bailarina, ReviverDance grupo de danças tradicionais, e Klasika Academia de Bailado da Figueira da Foz. 20 de outubro pelas 16h35 no Grande Auditório do Centro de Artes e Espectáculos = Universal Concert, Espetáculo de Gala da Associação das Coletividades do Concelho da Figueira da Foz, uma organização da Associação das Coletividades do Concelho da Figueira da Foz. Apoios: Câmara Municipal da Figueira da Foz, Sociedade Boa União Alhadense e Grupo Recreativo Vilaverdense. 
Bilhetes a 5 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

terça-feira, 8 de outubro de 2019

Grupo de teatro figueirense 'Pateo das Galinhas' foi selecionado para os Festivais 'Ibérico de Teatro' e 'Palcos de Santo Tirso 2019'

O Pateo das Galinhas - Grupo Experimental de Teatro da Figueira da Foz foi selecionado para o VI Festival Ibérico de Teatro, com a peça Maria, Senhora de Mim, texto de António Tavares e encenação de Ricardo Kalash. A peça vai ser apresentada a 11 de outubro em Abrantes no âmbito deste Festival, e a 2 de novembro na Oficina Municipal de Teatro em Coimbra a convite do Teatrão. 
E foi igualmente selecionado para o Festival "Palcos de Santo Tirso 2019" com a peça Josefina e Clementina. Encenada por Maria João Rocha, é uma adaptação livre do conto “The Daughters of the Late Colonel” de Katherine Mansfield, e será apresentada a 19 de outubro. 
Em setembro, o grupo promoveu uma aula aberta do projeto Pateo Jovem, que nesta temporada vai ser dinamizado pelo encenador Júlio Sousa Gomes. Encontra-se ainda a preparar, em parceria com a Câmara Municipal da Figueira da Foz, a 4.ª edição do Festival Sete Sentidos que, ao longo de três fins de semana de novembro, aliará o teatro à escultura. Neste Festival, o Pateo estreará a sua 13ª produção 'O Torcicologologista, Excelência', texto de Gonçalo M. Tavares e encenação de Júlio Sousa Gomes, e a peça infantil As Aventuras do Coelhinho Branco do projeto "Um Pátio de Estórias".

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Encontro de Bandas 2019 em Maiorca

A Associação Musical União Filarmónica Maiorquense vai levar a efeito no próximo domingo dia 13 de outubro o "Encontro de Bandas", evento anual da sua Banda Filarmónica Maiorquense. 
Esta organização terá lugar no Salão de Festas da coletividade, com início do programa pelas 15 horas. 
Bandas participantes: Sociedade Musical Santanense, Sociedade Filarmónica Vermoilense e a anfitriã Associação Musical União Filarmónica Maiorquense.

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Brad Mehldau Trio em concerto no Centro de Artes e Espectáculos

De Brad Mehldau já muito foi dito: soberbo na sua formação e técnica clássica, Mehldau é alguém que transforma jazz standards em fugas Bachianas; que transforma êxitos de rock nas mais brilhantes composições de jazz; que tem uma mão esquerda capaz dos mais intrínsecos arpeggios; que a sua mão direita executa complexos exercícios; que tem dois cérebros; que não é deste mundo. Brad Mehldau é sem sombra de dúvida um dos mais consensuais nomes do jazz contemporâneo e um dos mais brilhantes compositores e executantes das últimas décadas. 
O regresso a Portugal em formato Trio com Jeff Ballard e Larry Grenadier acontece em outubro de 2019, trazendo na bagagem temas do novo trabalho em trio “Seymour Reads The Constitution”. 
Este concerto está inserido no III Festival de Jazz da Figueira da Foz. 
Sábado, 5 de outubro, 21h30. Bilhetes a 27,50 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

Filme 'Amazing Grace-Aretha Franklin' seguido de 'Café Concerto/After Movie' esta 6ª feira no CAE

Filme 'Amazing Grace-Aretha Franklin' 
O filme nunca antes visto retrata a gravação do maior álbum de gospel de todos os tempos, Amazing Grace, pela artista, em Los Angeles em 1972. Quarenta e sete anos depois, é um testemunho da grandeza de Aretha Franklin e uma viagem no tempo na história musical e social americana.
Realização de Alan Elliott e Sydney Pollack; Género, documentário; EUA 2018. 01h29, m/12 anos. 
CAE, sexta-feira 4 de outubro, 21h30, Pequeno Auditório. Bilhetes a 4 euros. 
'Café Concerto / After Movie' com a Orquestra de Jazz da Escola de Artes do CAE
A Orquestra de Jazz da Escola de Artes do CAE, dirigida pelo maestro Ricardo Gabriel, é uma orquestra com formato Big Band que atravessa diferentes gerações, e pretende promover de diversas formas a linguagem do jazz, interagindo com a sociedade através da realização de concertos, interpretando temas que apresentam uma certa diversidade desde o início do século XX até à atualidade. 
Este concerto, inserido no III Festival de Jazz da Figueira da Foz, conta com a participação de duas convidadas especiais, Carla Bernardino e Rita Ruivo, dando a este concerto uma envolvência muito particular, misturando jazz e o canto lírico. 
CAE, sexta-feira 4 de outubro a partir das 23h00 no Jardim Interior, Café Concerto / After Movie com a Orquestra de Jazz da Escola de Artes do CAE. Entrada livre.

sábado, 28 de setembro de 2019

Este domingo à tarde o CAE reúne Miguel Gameiro com a Filarmónica da Sociedade Boa União Alhadense!

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta este domingo dia 29 de setembro, pelas 16h00, um concerto com a Filarmónica da Sociedade Boa União Alhadense com Miguel Gameiro, no âmbito do Orquestrae. 
Orquestrae é uma iniciativa da Câmara Municipal da Figueira da Foz em parceria com as Bandas Filarmónicas do Concelho que tem como objetivo potenciar o desenvolvimento artístico e técnico das bandas, proporcionando-lhes novas experiências musicais com artistas de destaque do meio musical português. 
A Filarmónica da Sociedade Boa União Alhadense foi fundada a 8 de dezembro de 1854, com o nome de “Sociedade Montepio Phylarmonico União Alhadense”. Ao longo da sua história efetuou vários concertos e representou a Figueira da Foz e Portugal em diversos eventos como a Feira de San Andrés e Teatro Nuevo, em Ciudad Rodrigo, Espanha, em 1986, ou as Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que decorreram no Luxemburgo, em 2005. Participou, ainda, no “Jubiléu dos Músicos 2000” e em 2017 na Peregrinação Jubilar de Bandas Filarmónicas, no Santuário de Fátima. É seu maestro, desde 2006, José António Santos Firme. 
Miguel Gameiro foi vocalista dos Pólo Norte. Após editar vários trabalhos discográficos com esta banda, lança, em 2010, o seu disco de estreia a solo, "A Porta ao Lado", que atinge o galardão de Disco de Ouro. Três anos depois, lança o seu segundo disco a solo, “11 Canções”, e, em 2013, segue-se a compilação de 20 anos de carreira com a edição de “Miguel Gameiro & Polo Norte - 20 Anos”. Em março de 2017, marca o regresso de Miguel Gameiro num novo registo a solo, “Maria”, que celebra a mulher ao longo de 8 duetos, apenas com vozes femininas que, de alguma forma, estão ligadas ao seu percurso musical. A edição física deste trabalho foi apresentado no dia 8 de março de 2018. 
Bilhetes a 10 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Festival Internacional de Cinema Film Art da Figueira da Foz 2019 teve como vencedor o filme iraniano 'Termites'

O Film Art é um festival de cinema de autor que cumpriu este ano a sexta edição consecutiva e teve a concurso mais de 160 filmes, nas categorias de longa-metragem de ficção, documentário, curta-metragem de ficção, videoclip e filmes realizados em ambiente escolar. 
A longa-metragem iraniana Termites de Masoud Hatami venceu os prémios de melhor filme e melhor realização, e Holy Boom (Grécia) venceu os prémios de melhor argumento e melhor montagem, enquanto o galardão de melhor fotografia foi para Unless The Water is Safer than the Land das Filipinas. 
Na sessão que teve lugar na na noite de sábado no Casino da Figueira da Foz, em que foram atribuídos um total de 26 galardões e menções honrosas, Portugal arrecadou dois prémios de melhor filme: um na categoria Curtas de Ficção, com Still Life (Natureza Morta), de Bruno Fraga Braz (ex-aequo com a produção canadiana Déjà Vu, que ainda conquistou a melhor realização), e outro na categoria de melhor videoclip, atribuído a Wirehead, de Duarte Gandum. 
=Ler notícia completa do jornal 'Público' AQUI=

domingo, 15 de setembro de 2019

Luísa Sobral no CAE com espetáculo de apresentação do álbum 'Rosa'

Luísa Sobral está de regresso aos palcos em 2019 com 'Rosa', o seu 5º álbum de originais, que apresentará ao vivo no dia 21 de setembro no CAE às 22h00. 
Editado em novembro de 2018 'Rosa' foi produzido pelo catalão Raül Refree - um dos mais prestigiados produtores e multi-instrumentistas de Espanha (produtor de nomes como Mala Rodriguez, Silvia Pèrez Cruz e Rosalía). Para além da voz e guitarra, Luísa Sobral e o seu produtor privilegiaram os instrumentos clássicos: um trio de sopros e percussão clássica. 
'Rosa' é o álbum mais pessoal, maduro e intimista de Luísa Sobral. A beleza das composições é realçada pelo despojamento dos arranjos e pela cumplicidade criativa entre Luísa e Refree. 
Para apresentar o novo trabalho, Luísa Sobral subirá ao palco com uma formação inédita. A seu lado terá Manuel Rocha nas guitarras, e um trio de sopros formado por Sérgio Charrinho no fliscorne, Angelo Caleira na trompa, e Gil Gonçalves na tuba. 
Bilhetes a 10 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

Filme 'A Herdade' de Tiago Guedes - escolhido para representar Portugal nos Óscares 2020 - tem estreia nacional no CAE!

Sinopse: A saga de uma família proprietária de um dos maiores latifúndios da Europa, na margem sul do rio Tejo, convida-nos a mergulhar profundamente nos segredos da sua Herdade, fazendo o retrato da vida histórica, política, social e financeira de Portugal dos anos 40, atravessando a revolução do 25 de Abril até aos dias de hoje. 
Depois da Seleção Oficial em Competição no Festival de Veneza, onde recebeu o aplauso do público e o elogio por parte da crítica das principais publicações internacionais, o filme 'A Herdade' de Tiago Guedes soma e segue: acaba de ser escolhido pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema (APC) para representar Portugal nos Óscares 2020 na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, abrindo assim uma nova etapa no percurso de exceção que o filme está a ter (recorde-se ainda que 'A Herdade' será também o candidato português a uma nomeação para os Prémios Goya na categoria de Melhor Filme Ibero-americano). 
Realização de Tiago Guedes com os intérpretes: Albano Jerónimo, Sandra Faleiro e Miguel Borges. Drama, Portugal 2019, 2h44, m/12 anos. 
Sexta-feira, 20 de setembro, 21h30. Bilhetes a 4 euros.

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Figueira FilmArt decorre no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz de hoje até 15 de setembro!

De 5 a 15 de setembro, pela mão da Conquistapanorama Associação Cultural, o cinema independente de todos os cantos do mundo tem presença marcada no CAE e Auditório Municipal. 
Longas metragens de ficção e documentários, curtas de ficção, vídeo-clips e filmes realizados em ambiente escolar, preencherão as 76 sessões de cinema em competição. 
Extra concurso, dando início a um périplo pelo cinema europeu, serão mostradas em 7 dias, 7 obras de 7 realizadores espanhóis, representando 7 décadas. Comemorando os 50 anos da missão Apolo XI, e em colaboração com o LIFEP do Departamento de Física da Universidade de Coimbra e da associação NUCLIO, serão exibidos 10 filmes alusivos à exploração espacial. 
As noites no Grande Auditório, até dia 12, serão preenchidas com Filmes Musicados ou sobre música. 
Para além da visualização dos filmes, workshops, debates e colóquios completam a programação do Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz – Film Art 2019. 
=Toda a programação AQUI=

terça-feira, 3 de setembro de 2019

Jardins de Verão 2019 no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz recebeu cerca de 4.000 pessoas!

Cerca de 4.000 pessoas terão passado na esplanada e anfiteatro exteriores do CAE, entre 10 e 31 de agosto, para assistirem à edição 2019 do evento Jardins de Verão. 
Em balanço, a organização ressalvou que a edição deste ano foi composta por concertos de diversas sonoridades musicais, percorrendo o rock e a bossa nova, passando pelo jazz, soul e reggae. Rock n’ Riders, Quem é o Bob?, QQ Garage, Max Moon Trio, The Jukeboxers, Remember Amy e Jobi’nícius foram as sugestões para ouvir e dançar nas noites de verão, aproveitando uma vez mais a arquitetura do CAE e a belíssima envolvente paisagística do parque das Abadias. 
Para além da música, o cinema ao ar livre também marcou presença, com a exibição de um clássico da comédia, 'Há Festa na Aldeia' de Jacques Tati, que divertiu o muito público presente no anfiteatro exterior. 
O comunicado termina: "A todos os que nos brindaram com a sua presença nesta edição, fica o nosso agradecimento, esperando que continuem a aproveitar os espetáculos que o CAE tem para lhes oferecer. Esteja atento à nossa programação!"

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Gliding Barnacles tem hoje início depois de um "Querido, mudei de casa"!

O Festival Gliding Barnacles decorre durante cinco dias, de hoje dia 28 de agosto, a 1 de setembro, domingo. Como habitualmente, junta o surf à música, apresentando este ano mais de 20 concertos e nomes! 
Na sua página do Facebook, a organização explica: "-É com muito gosto que vos apresentamos o nosso novo espaço. Quando, em outubro do ano passado, a Figueira da Foz foi atingida por um furacão, a garagem que foi palco para tantos concertos e momentos de convívio ficou parcialmente destruída.
Na incapacidade de a recuperar, surgiu a oportunidade de ocuparmos um espaço cedido pela Administração do Porto da Figueira da Foz, a quem dirigimos o nosso grande bem-haja. 
O Glinding Barnacles faz, assim, da Praia do Cabedelo a sua nova morada oficial, com divisões para todos os gostos e feitios, com janelas para o mar e paredes para a música. De manhã à noite, durante 5 dias, prometemos não arredar pé e receber todos os que se quiserem juntar a nós. 
Bem-vindos a casa!"
» » » » » » » » » » » » »

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Últimos dois dias de agosto no CAE bem animados com cinema, jardins de verão, e concerto com 'Os Quatro e Meia'!

Sexta-feira dia 30 
21h30 - Sessão de Cinema "Onde Está Você, João Gilberto?" de George Gachot: Um documentário que refaz os passos do escritor alemão Marc Fischer que procurou obsessivamente o lendário fundador da Bossa Nova, João Gilberto, que não é visto em público há décadas. 
Fischer descreve a sua viagem num livro, Hobalala, mas cometeu suicídio uma semana antes do mesmo ter sido publicado. Ao começar a busca de Marc Fischer, seguindo os seus passos um por um, perseguimos João Gilberto para compreender a história, a alma e essência da Bossa Nova. 
Realização de George Gachot, documentário, Suíça, 2018. 01h46, m/12 anos, bilhetes a 4 euros.
23h00 - Remember Amy – Tributo a Amy Winehouse: um tributo a uma das maiores e mais emblemáticas cantoras do século XXI. Neste espetáculo pleno de soul, jazz e R&B, a banda revisita os grandes temas de Amy Winehouse. A voz é da cantora de jazz Gabriela Couto, acompanhada na guitarra elétrica por Fábio Pereira, no saxofone pelo figueirense Pedro Matos, no baixo elétrico por Joni Axel e na bateria por Zé Stark. 
Sábado dia 31 
22h00 - Concerto com 'Os Quatro e Meia': Em maio de 2013, cinco amigos com gosto pela música juntavam-se para uma pequena atuação num Sarau de Gala no TAGV, em Coimbra. Estava assim realizada a primeira reunião de 'Os Quatro e Meia'. Atualmente com seis elementos, 'Os Quatro e Meia' procuram, de uma forma descontraída e bem-disposta, conferir novos olhares e sonoridades na composição na língua de Camões. 
João Cristóvão Rodrigues, violino e bandolim; Mário Ferreira, acordeão e voz; Pedro Figueiredo, percussão; Ricardo Liz Almeida, guitarra e voz; Rui Marques, contrabaixo, e Tiago Nogueira, guitarra e voz. 
Bilhetes a 17 e 20 euros, à venda na bilheteira do CAE e na ticketline. 
23h00 - Jobi’nícius, tributo a Tom Jobim e Vinícius de Moraes: Jobi’nícius nasce com o intuito de homenagear a obra de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, criadores revolucionários da bossa nova. Este “filho” que apresentam depreende a continuação da mensagem destes génios em histórias e curiosidades, e em temas como 'A Garota de Ipanema', 'Água de Beber', 'Corcovado', 'Wave', entre outros. » » » » » » »  Esplanada Exterior | Entrada livre.

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Espetáculo 'Insónia' com Fernando Mendes / Custódio Reis no CAE

Com autoria e encenação de Roberto Pereira, Fernando Mendes estará a solo e encarnará na pessoa de Custódio Reis, um vendedor de vinhos e licorosos, que vive com a corda no pescoço, tanto financeiramente como familiarmente. É o comum português de classe média que vive afogado em dívidas e créditos. Custódio encontra-se à beira do divórcio. A mulher, Sónia, esgotou de vez a sua paciência para com um marido que é cada vez mais um falhado e um tipo sem rumo ou grandes objetivos de vida para além de comer, beber e dormir. 
É, em boa verdade, um tipo sem grande profundidade intelectual e sem grandes teses filosóficas. Por sua vez, é desenrascado e tem lábia de vendedor. O típico português de café que fala de tudo sem dizer quase nada. 
Certa noite, Custódio, que sempre teve preguiça de pensar muito na sua vida, pára para pensar e, ao contrário de passar a noite a ressonar, como é seu hábito, não consegue dormir. Tem uma terrível insónia. Uma insónia onde vai questionar tudo na sua vida e tentar encontrar soluções. Assistimos, então, a uma hilariante crise interior pela qual, em tempo real, Custódio vai passar, na tentativa de alcançar a paz de alma necessária para que volte a conseguir dormir… 
Espetáculo 'Insónia', com Fernando Mendes. Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, sábado 17 de agosto, 22h00. 
Bilhetes a10 e 12 euros, à venda na bilheteira do CAE e na ticketline.

'Até que o Porno nos Separe' – Filme no CAE do cineasta figueirense Jorge Pelicano que estará presente!

Eulália, uma mãe de 65 anos, católica e conservadora, descobriu através da internet que o seu filho, emigrante na Alemanha, se tornou no primeiro ator porno gay português premiado internacionalmente: Fostter Riviera. Com o computador e o Facebook como única forma de comunicação com o filho, Eulália começa uma longa jornada emocional de tentativa de aproximação ao filho, que a levará a interpretar de forma diferente as suas expectativas como mãe e os valores com que foi criada. 
Filme 'Até que o Porno nos Separe', CAE, sexta-feira 16 de agosto, 21h30. 
Realização de Jorge Pelicano, documentário, Portugal, 2018. Duração 1h30, m/16 anos. Bilhetes a 4 euros. 
Esta sessão contará com a presença do realizador.

'Astronomia em Palco - Sentir o Cosmos em Família': A história caricata de um vampiro que se tornou vegetariano!

O projeto “Astronomia em Palco – Sentir o Cosmos em Família” tem uma programação diversificada de filmes sobre ciência para várias idades e gostos, projetados numa sala de cinema especial, com teto em formato de cúpula e projeção a 360º, que se podem assistir em família, sentado ou deitado.
No próximo domingo, 18 de agosto, realizam-se duas sessões do filme 'A Noite do Vampiro' no Grande Auditório do CAE, uma às 10h30 e outra às 11h30. Este filme conta a história caricata de um vampiro que se tornou vegetariano! Tudo por causa de um eclipse total do Sol que fez também com que decidisse aprender astronomia. Com a ajuda do inventor Dagoberto, o vampiro tenta desenvolver uma máquina super-poderosa que permita conhecer as profundezas do espaço. Mas será que vai conseguir? 
As sessões deste projeto são dinamizadas em parceria com o Exploratório Ciência Viva de Coimbra e têm uma lotação máxima de 40 lugares. 
Bilhetes a 2 euros com entrada gratuita para crianças dos 0 aos 3 anos.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Jardins de Verão 2019 no CAE com oito espetáculos em agosto de entrada livre!

Jardins de Verão apresentam entre 10 e 31 de agosto uma programação ao ar livre, aproveitando a arquitetura do Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz e a belíssima envolvente paisagística do Parque das Abadias.
Cinema e concertos têm lugar nos vários espaços exteriores do CAE, da esplanada ao anfiteatro.
Os concertos têm início a partir das 23h00, com entrada livre.
Programa
10 de agosto – sábado – esplanada exterior: Rock N' Riders (Rock Covers Band)
Os Rock N' Riders são uma banda de rock covers da Figueira da Foz, formada em 2012 e constituída por 5 elementos: Rita (voz principal), Furet (guitarra), Daniel (guitarra), Tikinho (baixo) e Jaime (bateria). Formada com o intuito de animar eventos ao ar livre, a banda resgata clássicos de bandas que estão na história da música internacional e nacional, tais como:  The Cure, Gene Loves Jezebel, Simple Minds, Queen, Duran Duran, Pixies, Xutos & Pontapés, Rádio Macau, António Variações, entre outras.
15 de agosto – 5ª feira – esplanada exterior: 'Quem é o Bob?' (Tributo a Bob Marley)
'Quem é o Bob?' surgiu como um Tributo a Bob Marley e à sua banda The Wailers. Rapidamente se tornou presença assídua em festas académicas e festivais um pouco por todo o país e estrangeiro. Atualmente alargaram a ideia original ao reggae e ska de todo o mundo: de Bob Marley a Manu Chao, de Kussondulola a Mercado Negro, e outros artistas cuja música reflita as influências do Bob.
16 de agosto – 6ª feira – esplanada exterior: QQ Garage (Covers)
Os QQ Garage, banda de Coimbra com mais de vinte anos de atividade, garantem total energia e fiabilidade nas covers que interpretam, da melhor música blues e rock produzida desde os anos 60 até hoje, de nomes como Led Zepellin, Deep Purple, AC/DC, Pink Floyd, Queen, Scorpions, Whitesnake ou Muse. A banda é constituída por Gisela Fardilha na voz, Tino Gomes nas guitarras e voz, Luís Morais nas teclas, voz e som, Mário Sousa na bateria e Alírio Queirós no baixo.
23 de agosto – 6ª feira – 21h30 - anfiteatro exterior: Filme de Jacques Tati 'Há festa na aldeia'
Numa pequena aldeia do centro de França é dia de festa: os feirantes chegam à praça com as suas rulotes, carroças, carros, cestas, carrosséis, lotarias, fanfarras. Instala-se um cinema ambulante. É ocasião para os aldeões descobrirem um documentário sobre as proezas dos correios na América. Ridicularizado por toda a aldeia, François, o carteiro, decide aprender a executar o seu trabalho 'à americana'.
Apoio: Leopardo Filmes. Entrada gratuita (mediante levantamento de ingresso na bilheteira do CAE)
23 de agosto – 6ª feira – anfiteatro exterior: Max Moon Trio (soul, jazz e hip hop)
À procura de uma sonoridade incomum, mas ainda assim familiar, o baixista Ivo Xavier (natural da Figueira da Foz) criou os Max Moon Trio, com Joao Mortágua no saxofone e Diogo Alexandre na bateria.
Aludindo à música soul, ao jazz e hip hop, o grupo caracteriza-se pela sua energia e dinâmica em palco que irá contagiar o público.
24 de agosto – sábado – esplanada exterior: The Jukeboxers
The Jukeboxers é um projeto musical que consiste em relembrar a temática dos dourados anos do rock'n'roll, twist e outros hits dos anos 50, 60 e 70. Esta banda de covers recria artistas como Elvis Presley, Jerry Lee Lewis, Chuck Berry, Little Richard, Ray Charles, entre outros, sendo as músicas que compõem o espetáculo escolhidas de modo a envolver o público numa viagem musical nostálgica. O visual destes músicos é cuidado, bem como os instrumentos, adequados à época.
30 de agosto – 6ª feira - esplanada exterior: Remember Amy (Tributo a Amy Winehouse)
Remember Amy é um tributo a uma das maiores e mais emblemáticas cantoras do séc. XXI. Neste espetáculo pleno de soul, jazz e R&B, a banda revisita os grandes temas de Amy Winehouse. A voz é da cantora de jazz Gabriela Couto, acompanhada na guitarra elétrica por Fábio Pereira, no saxofone pelo figueirense Pedro Matos, no baixo elétrico por Joni Axel e na bateria por Zé Stark.
31 de agosto – sábado - esplanada exterior: Jobi’nícius (Tributo a Tom Jobim e Vinícius de Moraes)
Jobi’nícius nasce com o intuito de homenagear a obra de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, criadores revolucionários da bossa nova. Este 'filho' que apresentam depreende a continuação da mensagem destes génios em histórias e curiosidades, e em temas como 'A Garota de Ipanema', 'Água de Beber', 'Corcovado', 'Wave', entre outros.

terça-feira, 30 de julho de 2019

The Queen Symphony – Concerto no CAE encerra a 12ª Edição do Festival de Música da Figueira da Foz

Realiza-se no próximo domingo, dia 4 de agosto, pelas 18h00, no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, o encerramento da 12ª Edição do Festival de Música da Figueira da Foz / Orquestra Nacional de Jovens, com o concerto “The Queen Symphony”, uma parceria da Glorious Experience - Associação Cultural, em parceria com a CMFF. 
Durante 15 dias, cerca de 50 técnicos, maestros, professores e auxiliares estiveram com 200 jovens músicos oriundos de todo o país para a realização de mais de 12 concertos. Após a estreia, pela Orquestra Nacional de jovens, no âmbito da 6ª edição do Festival de Música da Figueira da Foz, eis que a obra Queen Symphony está de regresso para dar a grande temática da 12ª edição.  
A obra será dirigida pelo diretor artístico e maestro titular da ONJ, Cristiano Silva, que tem a particularidade de ser aluno do maestro Tolga Kashif (compositor da obra) em Londres.  
A sua direção e interpretação, em 2014, valeu-lhe a menção honrosa de "The Best Interpretation Ever", para além de ter contribuído para que Cristiano Silva vencesse o prémio Músico do Ano 2017 na Figueira da Foz.  
De realçar, ainda, a participação da Camerata da Fundação Amazônica de Música, oriunda do Brasil, como orquestra convidada do Festival de Música da Figueira da Foz.  
Participantes: Coro Marquês de Pombal; Coral David de Sousa; Coro Nacional de jovens; Alfeu Carneiro, violino; Rogério Peixinho, violoncelo; Luís Rodrigues, piano; Camerata da Fundação Amazônica de Música (Brasil); Cristiano Silva, direção.  
Bilhetes a 15 euros à venda na bilheteira do CAE e na Ticketline.

Sessão de cinema no CAE com o filme 'Os Esquecidos'

Sinopse: Jaibo, jovem delinquente dos arrabaldes da Cidade do México, quer vingar-se de Julián, que o denunciou à polícia, provocando a sua prisão. Jaibo mata Julián com a cumplicidade de Pedro, a quem pede segredo absoluto. Este, para agradar à mãe, que se recusa a continuar a sustentá-lo, emprega-se numa cutelaria. Jaibo visita-o e rouba uma faca. Pedro é acusado, e condenado perante o assentimento da mãe. No entanto, evade-se da casa de correção e denuncia Jaibo pela morte de Julián… 
CAE, sexta-feira, 2 de agosto, 21h30 – Filme 'Os Esquecidos' de Luis Buñuel, no âmbito de um ciclo organizado pela Medeia Filmes e Leopardo Filmes dedicado a este cineasta. 
Realização de Luis Buñuel, com os intérpretes Alfonso Mejía, Estela Inda e Miguel Inclán; Drama, México, 1950; Duração 1h20, m/12 anos. 
Bilhetes a 4 euros.

sexta-feira, 26 de julho de 2019

terça-feira, 23 de julho de 2019

Amanhã, quarta feira de 24 de julho, canta-se o fado de Coimbra no adro da Igreja Matriz!

Persistindo na valorização dos espaços públicos da baixa da cidade, a Filarmónica Dez de Agosto programou a terceira noite das Serenatas do Mondego para o adro da Igreja Matriz de São Julião. O templo, que apresenta a atual configuração desde o século XVIII, servirá de cenário à atuação do Grupo de Fados de Coimbra Toada Coimbrã, fundado em 1987, e que reúne antigos estudantes da Universidade daquela cidade. António José Vicente, João Paulo Sousa, João Carlos Oliveira, Jorge Mira Marques, Rui Pedro Lucas e Alcides de Sá Esteves assinam o projeto que é um dos referenciais da canção de Coimbra, não só pelo percurso artístico que inclui a composição de temas hoje icónicos como a “Balada do 5º Ano Jurídico de 88/89”, como por todo o trabalho de promoção e valorização daquele género musical. 
Afastada dos palcos há alguns anos por impedimentos profissionais dos seus elementos, a Toada Coimbrã reencontra-se amanhã à noite, dia 24 de julho, na Figueira da Foz, a partir das vinte e duas horas, para um concerto único de memórias e tradições.

Filme 'O Rio' no CAE recebeu o prémio de 'Melhor Filme LEFFEST no Lisbon & Sintra Film Festival 2018'

Uma família de cinco filhos vive numa aldeia remota do Cazaquistão. O mais velho e mais honesto, Aslan, torna-se o representante do pai e responsável de todo o trabalho, delegando tarefas aos irmãos mais novos. Contudo, a vida doméstica muda subitamente quando um misterioso visitante, Kanat, chega à vila e mostra às crianças o seu tablet e jogos de computador. A intrusão súbita do mundo moderno traz corrupção, tentação e mentira e, de repente, Kanat torna-se o novo líder. Até que, um dia, Aslan leva Kanat consigo até ao rio e o rapaz da cidade desaparece...
Prémio Melhor Filme LEFFEST – Lisbon & Sintra Film Festival 2018. 
CAE - Sexta-feira, 26 de julho, 21h30. Realização de Emir Baigazin, com os interpretes Zhalgas Klanov, Eric Tazabekov e Zhasulan Userbayev; Drama, Cazaquistão, 2018, 01h48, m/12 anos.
Bilhetes a 4 euros.