terça-feira, 20 de junho de 2017

RFM SOMNII – O Maior Sunset de Sempre na Praia do Relógio da Figueira da Foz

=== A Praia do Relógio, na Figueira da Foz volta a ser espetacular nos dias 7, 8 e 9 de julho! Num cenário fantástico, o RFM SOMNII marca o início do Verão, com três dias da melhor música eletrónica de dança. 
O cartaz supera as tuas melhores expetativas! Saiba tudo, mas mesmo tudo sobre O Maior Sunset de Sempre AQUI!

terça-feira, 13 de junho de 2017

Filme "Ma Loute" de Bruno Dumont no CAE

No Verão de 1910 vários turistas desapareceram nas praias do Canal da Mancha. Dois inspetores, Machin e Malfoy, irão perceber rapidamente que estes misteriosos desaparecimentos ocorreram em Slack Bay. Aí habita uma comunidade de pescadores de que fazem parte os Brufort, uma família peculiar. O pai, “The Eternal”, faz o melhor que pode para educar os seus filhos estouvados, sobretudo o impetuoso Ma Loute. A mansão que se ergue sobre a baía é a casa de férias dos Van Peteghem, uma família burguesa degenerada que, nas horas livres, convive com a população local. O nascimento de uma curiosa história de amor entre Ma Loute e a jovem e maliciosa Billie Van Peteghem irá instalar a confusão entre as duas famílias. 
Realização: Bruno Dumont; Intérpretes: Fabrice Luchini, Juliette Binoche, Valeria Bruni Tedeschi; Comédia, França, 2016 - Duração: 02h02, m/ 16 anos. 
6ª feira, dia 16 de junho, pelas 21h30. Bilhetes a 4 euros.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

I Festival de Jazz da Figueira da Foz dia 9 de junho no CAE

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta, dia 9 de junho, pelas 21h30, o I Festival de Jazz da Figueira da Foz, com as presenças da Orquestra de Jazz do CAE (OJEAC) e dos RAGS da TAUC. 
O I Festival de Jazz da Figueira da Foz pretende promover o intercâmbio de Orquestras/Grupos, a troca de experiências culturais e dinamizar um estilo musical que, cada vez mais, se vai integrando na sociedade de uma forma muito serena e tranquila. 
A Orquestra de Jazz do CAE (OJEAC), composta neste momento por 22 elementos e sendo a grande maioria estudantes, é dirigida pelo maestro Ricardo Gabriel. Ao longo destes últimos anos tem apresentado uma grande vitalidade, dinamismo e diligência nas suas apresentações. A prova disso mesmo é a organização deste I Festival de Jazz na Figueira da Foz, que conta ainda com a participação dos RAGS da TAUC que, com toda a certeza, vai ajudar a embelezar este festival.
Bilhetes 5 euros.

sábado, 27 de maio de 2017

Centro de Artes e Espectáculos faz 15 anos e celebra com concerto de Al Di Meola

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta, dia 2 de junho, pelas 21h30, um concerto com Al Di Meola - Music of Di Meola, Piazzolla & Lennon-McCartney, no âmbito do seu 15º aniversário. 
Al Di Meola é um dos maiores guitarristas contemporâneos, não necessitando de grandes apresentações mesmo para o público mais distraído, sendo um dos maiores virtuosos do Jazz nos últimos 25 anos e o guitarrista mais premiado pela “Guitar Player Magazine”. 
Neste concerto, Al Di Meola interpretará alguns dos seus clássicos, bem como temas de Lennon-McCartney e Astor Piazzolla. 
Um concerto absolutamente a não perder. Bilhetes a 25 euros.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Realizador figueirense Luis Albuquerque vai lançar o seu novo filme ‘Por onde escapam as palavras’

Será já nesta 5ª feira dia 25 de maio que o novo filme de Luis Albuquerque “Por onde escapam as palavras” irá ver a sua estreia por todo o país, em concreto nas salas de cinema da Lusomundo e Cinemas City. 
No distrito de Coimbra o filme irá ser exibido na sala 7 do Almashopping de Coimbra (Dolce Vita) e na sala 5 do FozPlaza na Figueira da Foz. 
Nesta sessão do dia 25 no Foz Plaza, às 21h00, marcará presença todo o elenco da produção do filme e alguns atores e atrizes. 
No dia 26 será a vez da sua exibição na sala dos Cinemas City do Campo Pequeno que contará com a presença de atores, produtores e convidados VIP. Confirmada está a presença do Dr. Santana Lopes e António Macedo. 
Esta será a 1ª vez que uma obra cinematográfica, género drama, sem apoios institucionais, será exibido no circuito comercial. 
………………….. 
O filme retrata os contornos do confronto entre várias gerações, tendo como pano de fundo um tema que pauta a atualidade mediática - o terrorismo - e o lado mais omisso que fermenta no inconsciente humano, retratado no cariz humano que este filme adensa. 
A concretização deste projeto contou com a união de um grupo de atores que, não sendo conhecidos do grande público, têm ou já tiveram ligações ao teatro e com o apoio de uma equipa de produção dedicada, comprometida e profissional, com especial destaque e agradecimento para a TimeLapse – Media.

Pateo das Galinhas: Grupo de Teatro apresenta ‘Maria, Senhora de Mim’, um texto de António Tavares

O Pateo das Galinhas – Grupo Experimental de Teatro da Figueira da Foz – vai iniciar a segunda temporada da sua última produção “Maria, Senhora de Mim” um texto de António Tavares com encenação de Ricardo Kalash. 
A primeira representação vai ter lugar no dia 27 de maio, pelas 21h30, no auditório de O Sítio das Artes, revertendo a receita a favor da Liga dos Amigos do Hospital Distrital da Figueira da Foz. 
O autor, António Tavares, vai estar presente e disponível para, no final da peça, falar do seu texto e da representação. 
A segunda representação terá lugar no dia 14 de junho no mesmo local e à mesma hora.

‘Vale de Amor’: Cinema no CAE com Gérard Depardieu

Isabelle e Gérard interpretam um casal separado há vários anos, que se desloca ao Vale da Morte, na Califórnia, para um estranho compromisso: responder a um convite que receberam do seu filho, Michael, um fotógrafo que se suicidou seis meses antes. Apesar do absurdo da situação, decidem seguir o plano inicial de Michael… 
O filme marca o encontro destes dois grandes nomes do cinema francês, trinta anos depois de terem contracenado juntos em “Loulou” (1980), de Maurice Pialat. “Vale de Amor” recebeu um César na categoria de Melhor Fotografia. 
Realização de Guillaume Nicloux; Intérpretes: Isabelle Huppert, Gérard Depardieu e Dan Warner; Drama, França 2015. Duração: 93 min, m/14 anos - Bilhetes a 4 euros.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Teatro na ‘10 de Agosto’ em parceria com a ‘Ccírculo de Giz’: “Sonho de uma noite de Verão”

A peça de teatro "Sonho de Uma Noite de Verão", uma das mais famosas peças de William Shakespeare, vai ser apresentada no palco da Sociedade Filarmónica Dez de Agosto em parceria com a Círculo de Giz. 
A estreia acontece já no sábado dia 27 de maio, pelas 22h00, com as apresentações a repetirem-se no dia 28 de maio pelas 16h00, e nos dias 2 e 3 de junho pelas 22h00. 
Bilhetes à venda pelo telemóvel 967480662 ou pelo mail (circulodegizteatro@gmail.com). 
SINOPSE = Sonhos? Temos todos. Amor? Temos todos. Ódio? Todos temos... Neste Sonho há ilusões que ultrapassam o sono... que criam novas realidades e que trazem a nú todas estas vontades que carregamos dentro de nós... animais ou não todos procuramos algo nas nossas vidas, mas o amor, esse, consome e alimenta. O que acontecerá nesta floresta onde amantes se encontrarão? Haverá pequenas gotas de magia que tornem a realidade em ilusão ou a ilusão em realidade e ficção? 
Apareça para nos ver brincar, jogar e partilhar momentos, gestos, acções e palavras. Nada é o que parece…

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Filme ‘Aquarius’ no CAE com interpretação de Sonia Braga

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta, sexta-feira, dia 19 de maio, pelas 21h30, uma sessão de cinema com o filme "Aquarius", realizado por Kleber Mendonça Filho, com interpretação de Sonia Braga. 
Sinopse: Clara, uma viúva de 65 anos, crítica de música reformada, nasceu numa família rica e tradicional no Recife, Brasil. Ela é a última residente do Aquarius, um edifício construído nos anos 40, na zona cara junto ao mar da Avenida Boa Viagem, Recife. Todos os apartamentos vizinhos já foram adquiridos pela empresa que apresentou projetos para construir um novo empreendimento. Clara jura que só sairá dali morta e entra numa guerra fria com a empresa, num confronto obscuro, assustador e emocionalmente desgastante. Esta tensão não só perturba Clara como torna as suas rotinas exasperantes, levando-a a refletir sobre si e aqueles que ama, o seu passado e o seu futuro.
Realização: Kleber Mendonça Filho; Intérpretes: Sonia Braga, Maeve Jinkings, Irandhir Santos; Drama, Brasil, 2016; Duração: 142 min. (com intervalo), m/ 16 anos – bilhetes a 4 euros.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Festival das Filarmónicas 2017 no CAE em direto na RTP

O programa terá uma eliminatória a 20 de maio na qual competirão as 9 bandas apuradas de entre as 16 inscritas, para apurar as três que irão à final, que será no dia 01 de julho, sábado, também no CAE com transmissão em direto pela RTP. 
O prof. Vitor Santos organizou a seleção das filarmónicas que posteriormente foram contactadas com o anúncio da partitura a ser apresentada na eliminatória. 
O Júri deste Festival é composto pelo maestro Vitorino de Almeida, pianista Olga Prats e um elemento a nomear pela RTP. 
A promotora do evento, a Associação Cultural e Artística "Sim, Porque Sim", anuncia ainda que esta final em formato de Gala contará também com o Coral Mozart e artistas convidados da RTP.

Academia Kompassos Daya Dança: Depois de um 3º lugar na Alemanha… um 3º lugar na Figueira da Foz!

No passado fim de semana realizou-se no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz o Leiria Dance Competition, uma Competição de Dança Nacional organizada pela Academia Annarella de Leiria. 
A Academia Kompassos Daya Dança, sediada na Assembleia Figueirense e dirigida pela professora Dayamira Garcés, com o apoio dos professores Arnaldo Borroto e Tamara Ruiz, participou nesta competição obtendo excelentes resultados. 
No estilo Jazz Moderno obteve o 3º lugar com a coreografia "Corpos" dançada pelas meninas Daniela Venegas, Carolina Teixeira, Maria Cruz e Filipa Miranda. 
A Academia Kompassos Daya Dança tem foco no ensino da dança clássica, contemporâneo, jazz e sapateado. Prepara vários alunos para a entrada em conservatórios de dança em vários pontos do país. 
Tem participado em várias competições nacionais e internacionais onde tem obtido excelentes resultados. No passado mês de fevereiro, no Dance World Cup (Competição Mundial de Dança) conseguiu um 3º lugar num solo, em estilo jazz, e um apuramento para a final que decorrerá na Alemanha, obtido pela aluna Maria Eduarda Virgínio. 
(Enviado via Facebook por Joana Sofia Virgínio)

‘Canticus Camarae’, uma representação figueirense muito apreciada por terras de França!

O Coro de Câmara da Assembleia Figueirense “Canticus Camarae”, dirigido pela maestrina Alexandra Curado e acompanhado na viola de arco por Maria João Antunes, esteve em Poitiers, França, de 27 de abril a 01 de maio, num intercâmbio com o coro francês "les Femmes de Sybilla". Os concertos realizados no Temple de Poitiers e na Eglise de Chateleraux foram muito apreciados pelo público presente, tendo-se proporcionado momentos de convívio e partilha entre os dois coros quer a nível músical quer a nível emocional. 
Em outubro será a vez do Canticus Camarae receber o coro de Poitiers na Figueira da Foz. 
A música foi assim, mais uma vez, o elemento chave na aproximação entre culturas e formas de estar diferentes, criando fortes laços de amizade entre os coralistas intervenientes e dignificando a nossa cidade.

terça-feira, 2 de maio de 2017

"Filho da Treta" com José Pedro Gomes e António Machado 6ª feira no CAE

Antigamente, a vida era uma selva. Agora, a vida é uma selfie. Toda a treta se dispersou e cresceu nas redes sociais e os especialistas têm tido alguma dificuldade em encontrar a genuína conversa da treta. Mas quem é vivo sempre falece, e também sempre aparece. Nada se perde, tudo se transforma – o código genético da Treta renasce em 2016 com a assustadora e nada aguardada peça de teatro “Filho da Treta”. 
Zezé, José Pedro Gomes, prossegue a sua luta contra o bom-senso, a solidariedade, o trabalho e outros conceitos primeiro-mundistas, desta vez na companhia de Júnior, António Machado, que anda de bicicleta desmontável. Zezé, ao nível da deslocação, continua a polir a ponta do sapatinho de verniz com cuspe. Mas é um cuspe mais sábio... 
Numa comovente irritação entre duas gerações perdidas, discutem-se as tascas gourmet, os refugiados, os paus de selfie, as novas famílias e outras pragas que assolam o mundo moderno deste saudoso bairro em vias de extinção. 
Texto: Filipe Homem Fonseca e Rui Cardoso Martins | Encenação: Sónia Aragão | Música: Bruno Vasconcelos e Nuno Rafael | Desenho de Luz: Luís Duarte | Figurinos: Fernanda Ramos | Produção: Força de Produção | Intérpretes: José Pedro Gomes e António Machado CAE = 6ª feira 5 de maio, 21h30. Bilhetes a 12 e 14 euros.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Concerto de Páscoa pelo Coro Voz Nua na Igreja Matriz

O Coro de Câmara Voz Nua, dirigido pela maestrina Aoife Hiney, é um grupo heterogéneo que reúne cantores de nacionalidades diferentes residentes em Aveiro. 
O nome, uma combinação da língua portuguesa e da língua gaélica, representa a mistura cultural do grupo. Em Gaélico, ‘nua’ significa algo novo, fresco e puro, símbolo do repertório e dos objectivos do coro. Já a palavra portuguesa ‘voz’ é representativa do repertório ‘a capella’ do grupo. Portanto, por Voz Nua pode ler-se ‘Voz Pura’ ou ‘Voz sem Instrumentos’. 
Domingo, dia 30 de abril, pelas 16h00, Igreja Matriz da Figueira da Foz. Um programa que será uma mistura de músicas sacras alusivas à época Pascal e de temas da sua 3ª edição discográfica "Vox Pop" lançada no passado mês de março para comemorar o 5º aniversário do coro.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Feira Medieval junto ao Forte de Santa Catarina abre amanhã com uma ampla e arrojada programação!

A sétima edição da Feira Medieval Infante D. Pedro é inaugurada pelas 15h00 desta 5ª feira dia 13, e decorrerá até domingo de Páscoa dia 16 de abril com encerramento previsto para as 23h00. 

Junto ao Forte de Santa Catarina, vai contar este ano com um amplo e arrojado programa de animações ao vivo, incluindo espectáculos temáticos todos os dias às 22h00. 
  Além da presença de um número recorde de artesãos, artífices, mercadores e taberneiros, a presente edição aposta forte na animação musical e nas demonstrações de época, incluindo ainda várias teatralizações e espectáculos de fogo e pirotecnia, pela primeira vez a cargo da Companhia de Teatro Bombarda, que promete fazer as delícias de miúdos e graúdos! 
Para além disso não se descurou o ‘ambiente medieval’ gastronómico da Feira onde se poderão saborear muitas e variadas iguarias, e também conhecer as diversas tendas com artesanato de época e a participar em família nas recriações históricas proporcionadas diariamente! (Clicar no cartaz e nos programas para melhor os visualizar)

Woodrock Festival em Quiaios apresentou cartaz oficial

Os ingleses Vodum, os suiços Black Willows e os portugueses Correia e Her Name Was Fire são os quatro nomes que fecham um conjunto de 14 bandas que nos dias 20, 21 e 22 de julho (5ª feira, 6ª feira e sábado) atuarão na Praia de Quiaios na Figueira da Foz. 
Apresentado também o cartaz oficial bem como o alinhamento, por dias, das 14 bandas. 
Os passes gerais mantêm-se até 31 de maio no valor de 21 euros data após a qual se fixarão no seu valor definitivo de 24 euros. Os passes parciais (apenas para os dias 21 e 22) têm um valor fixo de 22 euros. Ambas as modalidades de passes garantem o acesso gratuito ao Parque de Campismo de Quiaios desde o dia 20 até ao dia 24 e à entrada na piscina de Quiaios a um preço reduzido.
Encontram se à venda nas lojas FNAC, Worten, balcões do CTT e em (https://woodrock.bol.pt) estando também disponíveis nos dias do festival nas bilheteiras do recinto. Os bilhetes diários terão os seguintes valores e só estarão disponíveis nos dias do festival, nas bilheteiras do recinto: 6 euros dia 20, 11 euros dia 21 e 14 euros dia 22 de julho.

terça-feira, 11 de abril de 2017

Rock em Concerto pela Banda Filarmónica de Lares no Centro de Artes e Espectáculos

‘Rock em Concerto’ é um novo projeto da Banda Filarmónica de Lares, que terá nesta edição a participação especial de Luís Sousa, Tiago Cordeiro, Luís Rodrigues e do Conservatório David Sousa da Figueira da Foz, com o conjunto de classes dos professores André Xavier Ribeiro, Jorge Graça e Ricardo Gabriel, com as turmas 7ºD, 8ºD e 9ºD da Escola Dr. João de Barros, 7ºA, 8ºA e 9ºA da Escola Infante D. Pedro e 7ºA e 8ºC da Escola Dr. Pedrosa Veríssimo. 
Os Grupos interpretados são: Police, Phil Collins, Scorpions, Rui Veloso, Lwd Zeppelin, Deep Purple e Pink Floyd. 
Sem dúvida uma experiencia diferente e única com muito rock e muita música! A não perder! 
Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, 2ª feira dia 17 de abril, 21h30. Bilhetes: Com condições especiais até Domingo de Páscoa dia 16 de abril, à venda na Sociedade Instrução e Recreio de Lares e na loja Techstore Figueira.

Escola de Artes e Orquestra de Jazz do CAE atuaram para salas sempre repletas… e ‘sonham’ com uma Escola de Teatro Musical!

A Escola de Artes do Cae - Coro Pequenas Vozes da Figueira da Foz, Orquestra de Jazz do Cae e o grupo Ser Teatro levou a cena o musical Magic World, um mundo de sonhos num conjunto de 3 sessões, mais uma vez todas com sala repleta de um público participante e onde transparecia a alegria e entusiasmo sempre que cada personagem conhecida de todos surgia por entre uma história de sonhos e estrelas que eclodia no mundo de fantasia e no imaginário infantil que assola a mente não só dos mais jovens! 
Desde a Bela e o Monstro ao Aladino, passando pelo Frozen ou mesmo a Branca de Neve, foi um espetáculo para todas as idades que atravessou as mais belas histórias do imaginário infantil. De salientar como mentores do projeto o autor de toda a obra Filipe Faustino, o maestro da orquestra jazz Ricardo Gabriel e a diretora da Escola de Artes do Cae Alexandra Curado. Foram notáveis as excelentes vozes que encantaram o público, a música ao vivo permanente que acompanhou cada bela melodia e um profissionalismo dos jovens atores que nos impele a sonhar com uma escola residente no Cae - uma Escola de Teatro Musical que possa vir a tornar se uma realidade próxima. 
A presença do sr. presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz dr. João Ataíde e do sr. vereador António Tavares trouxe um importante alento ao trabalho desenvolvido por figueirenses e para a Figueira!

terça-feira, 4 de abril de 2017

Concerto ‘A Arte da Fuga BWV 1080’ para dois pianos de J. S. Bach no CAE com entrada livre

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta, dia 12 de abril, pelas 21h30, o concerto ‘A Arte da Fuga BWV 1080’ para dois pianos de J. S. Bach, com Valentina Occhiuzzi e Fabio Falsetta. 
Valentina Occhiuzzi, nascida em 1987, desde criança demonstrou qualidades e propensão para a música, nomeadamente para o piano. Depois de iniciar o estudo deste instrumento, aos 11 anos, sob orientação de Luigi Stillo, foi galardoada com o “Premio Euridice”. Em 2008, graduou-se no Conservatório de Vibo Valentia e, em 2015, sob orientação do maestro Rodolfo Rubino, formou-se no II Nível na disciplina musical de piano, no Conservatório “S. Giacomantonio” de Cosenza. 
 Fabio Falsetta diplomou-se em piano com nota máxima no Conservatório de Música “S. Giacomantonio”, de Cosenza. Depois de aperfeiçoar os seus estudos conseguiu, em 2005, o doutoramento em piano no Conservatório Real de Roterdão. Ganhou vários prémios nacionais e internacionais e realizou diversos recitais pela Europa. É considerado um dos mais importantes intérpretes italianos da música de Olivier Messiaen. 
A execução desta noite, confiada a dois pianos e em estreia mundial, inclui as duas Fugas para dois teclados; o Contraponto nº 8 a 3 e os Quatro Cânones, e serão executados em uníssono pelos dois pianistas. A obra termina no compasso 239 do Contraponto 14 – Fuga a três temas, permanecendo assim inacabada devido à morte de j. S. Bach. Entrada livre.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

‘24 horas a Dançar Sem Parar’ – Você é capaz!? Uma organização da AEZUFF no Casino da Figueira

No âmbito do Plano de Atividades do Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz (AEZUFF), o ‘Departamento de Expressões - Grupo de Educação Física e Dança’ vai dinamizar as «24 horas a Dançar sem parar», nos dias 28 e 29 de abril no Casino Figueira, com início às 21h00 de 28 de abril até às 21h00 de 29 de abril. 
Serão 24 horas a dançar, onde irão haver momentos para todas as idades, gostos ou condição física. A pulseira (3 €) é válida para as 24 horas da iniciativa e está à venda a partir desta 2.ª-feira, 3 de abril, na EB 2-3 Dr. João de Barros. 
Venha dançar connosco, seja no baile (com orquestra ao vivo - IRA Grupo) seja na discoteca (DJ Eduardo Patrão) seja nas MasterClasses ou durante os diferentes espetáculos em que haverá sempre um espaço livre para dançar! 
Consultem o programa em anexo, selecionem as vossas opções (ou fiquem as 24 horas connosco!) e juntem-se a esta festa da dança na comemoração do seu Dia Mundial! 
Relembramos que os menores de 10 anos apenas poderão entrar no Casino a partir das 07h00 da manhã do dia 29 de abril. 
Porque quem dança... seus males espanta, participe!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Espetáculo “Cabaret” vem este sábado ao CAE reunindo artes, teatro, dança e música

Da autoria de Miguel Babo e baseado num conto homónimo do autor, “Cabaret”, do livro “O Rei Não Tomba”, é uma peça ao estilo ‘Bob Fosse’ que reúne várias artes, teatro, dança e música, assente na dupla-personalidade de um narrador que vai digladiando duas visões diferentes do seu próprio imaginário romântico sobre o espetáculo de “Cabaret”. 
Um Musical multidisciplinar e eclético que conjuga a performance de um elenco de bailarinas com o virtuosismo de uma banda e cantores ao vivo, ao mesmo tempo que se desenrola uma história que sustenta as alterações de humor e sentimentos contraditórios próprios da personalidade bicéfala do seu “criador”. E que recria e o transporta aos melhores tempos do espetáculo de Cabaret. 
Direção Artística, Encenação e Dramaturgia: Miguel Babo | Coreografia: Cecilia Carneby, Amy Rufell | Direção Musical: Alexandra Curado | Som e Luminotecnia: Paulo Brites | Bailarinos: “Cabaret Dance Company” | Atores: Ana Madureira, Filipe Faustino, Sara Cecília, Miguel Babo, João Damasceno, Alexandra Curado | Música: Tocada e cantada ao vivo “Cabaret Band” | Comunicação: Rodrigo Cruz | Produção e Projeto: Alemns Romero | Cartaz: João Alves. 
Bilhetes a 8 e 10 euros à venda em www.cae.pt e na bilheteira do CAE.

Teatro do Oblíquo apoia a Associação Viver em Alegria em Pampilhosa da Serra

Esta 6ª feira o Teatro do Oblíquo entra em digressão, para já em Pampilhosa da Serra onde esta 6ª feira pelas 21h30, no Auditório Municipal da localidade, com a peça “Palavras pesadas atiradas como se fossem leves” de Pedro Mexia, com Paula Veloso e Luís Ferreira, e encenação de Luís Ferreira. 
A receita apurada destina-se a ser aplicada no apoio ao trabalho desenvolvido pela instituição de solidariedade social Viver em Alegria, sediada na Figueira da Foz.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Musical "Magic World" da Escola de Artes do CAE a 4 e a 7 de abril

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta, dia 4 de abril, pelas 10h00 e 14h00 (sessões para escolas e instituições) e a 7 de abril, pelas 21h30 (público em geral) o Musical "Magic World" - Era uma vez… Um Mundo de Sonhos!” pela Escola de Artes do CAE - Coro das Pequenas Vozes da Figueira da Foz e Orquestra de Jazz do CAE. 
O musical é mais uma peça realizada no âmbito da grande produção anual da Escola de Artes do CAE. Depois do sucesso de “Annie” e “25 de Abril, a História de um Povo sem Rosto”, é a vez de mergulharmos no mundo da fantasia, repleto de princesas, príncipes, reis e rainhas, num tempo em que as fadas, dragões e terríveis criaturas viviam mesmo aqui. 
Mas esta peça é sobre ti... Um ser que vê, ouve, sente e sonha, quantas vezes acordado, com a magia do seu dia-a-dia, com cada pedaço de coração que ainda não se transformou em pedra. 
Um mundo mágico entre corações de pedra… Um espetáculo para todas as idades que atravessa as mais belas histórias do imaginário infantil. Sejam pois bem-vindos ao nosso reino de ilusão, entre a realidade e a fantasia! 
Bilhetes a 2,50 euros (sessões escolas) e 7 euros (sessão público).

quinta-feira, 23 de março de 2017

Filmes mais emblemáticos do realizador Wim Wenders vão passar no CAE

A Leopardo Filmes e a Medeia Filmes trazem de novo às salas várias das obras mais emblemáticas do realizador Wim Wenders, um dos mais inovadores nomes do cinema. Este programa será apresentado no Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, a partir de 31 de março, com a exibição de alguns dos filmes mais representativos do realizador, todos em cópias restauradas pela Fundação Wim Wenders. 
Programa: 
31 de março - PARIS, TEXAS = 7 de abril - O ESTADO DAS COISAS = 21 de abril - AS ASAS DO DESEJO = 28 de abril - O AMIGO AMERICANO. 
As sessões têm início pelas 21h30, no Pequeno Auditório, e o preço dos bilhetes é de 4 euros.
 ………………………
Sinopse do primeiro filme deste ciclo, "Paris, Texas", que será exibido no dia 31 de março: 
Travis Henderson, desaparecido durante quatro anos, reaparece no deserto dos Estados Unidos, exausto e amnésico. Aos poucos vai-se recordando da sua vida, sendo acolhido pelo seu irmão Walt, responsável por Hunter, filho de Travis. Como totais estranhos, Travis e Hunter começam a construir uma amizade e a conspirar para encontrar Jane, ex-mulher de Travis, e trazê-la de volta para formar uma verdadeira família. 
Com argumento de Sam Shepard e música de Ry Cooder / Festival de Cannes 1984 – Palma de Ouro / Prémio FIPRESCI / Prémio do Júri Ecuménico BAFTA 1985 – Melhor Realização. 
Realização de Wim Wenders; Intérpretes: Harry Dean Stanton, Nastassja Kinski, Dean Stockwell; Drama, EUA, 1984. - 144 min, m12 anos - Cópia restaurada.

quinta-feira, 16 de março de 2017

Concerto da Primavera pela Orquestra Clássica da Figueira da Foz

A Sociedade Filarmónica Dez de Agosto, em parceria com a Fraternidade da Figueira da Foz da Ordem Franciscana Secular, promove no próximo dia 25 de Março, às 17h00, na Igreja de São Francisco (Ordem Terceira) contígua à Igreja da Misericórdia, um Concerto da Primavera pela Orquestra Clássica da Figueira da Foz. 
O reportório do concerto, que assinala ainda o primeiro ano da OCFF, será essencialmente clássico e incluirá interpretações das solistas Maria João Sousa e Soraia Ramalho. 
Do programa consta também uma breve apresentação histórica do local pela Dra. Inês Pinto. 
Entrada livre.

terça-feira, 14 de março de 2017

Filipe La Féria apresenta "Olívia & Eugénio - Uma Lição de Amor" em Estreia Nacional no Centro de Artes e Espectáculos

Em “Olívia & Eugénio”, mãe e filho enfrentam uma situação extrema onde se questionam valores que surgem em tempo de crise. Olívia recorda o seu passado fazendo um sincero ajuste de contas com todos os que passaram pela sua vida. Sobre eles, Olívia interroga-se se são mais normais que o seu filho Eugénio, um jovem com Síndrome de Down. Afinal, quem é normal? 
Olívia, que sofre de uma doença terminal, vê-se obrigada a tomar a maior decisão da sua vida. “Quem ficará com o meu filho Eugénio? De que valeu tudo o que foi vivido? Onde estão os verdadeiros valores da vida?” 
Eugénio, com a sua inocência e doçura, sem dar conta, leva a sua mãe a reconhecer que ele é o melhor presente da sua vida. Tem sido ele que a espera sempre de braços abertos sem pedir nada em troca, só a sua presença e o seu amor. 
“Olivía & Eugénio”, do autor peruano Herbert Morote, retrata de uma forma extraordinária uma história que, pela grandeza dos seus personagens, ultrapassa fronteiras convertendo-se numa história universal que chega ao coração de todos, independentemente do seu idioma, raça ou cultura. 
De referir que esta é uma estreia nacional, que acontece no CAE. 
Encenação, adaptação e espaço cénico: Filipe La Féria | Autor: Herbert Morote | Intérpretes: Rita Ribeiro e Nuno Rodrigues/Tomás de Almeida | Produção: Fernanda Dias e Gonçalo Santos | Coprodução: CLAP e Boca de Cena. 
Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz, 6ª feira e sábado dias 24 e 25 de março, pelas 21h30 no Grande Auditório. 
Bilhetes a 15 e 17,50 euros, à venda em www.cae.pt e na bilheteira do CAE.

Filme “Neruda” de Pablo Narrain passa 6ª feira no CAE

1948, a Guerra Fria estendeu-se até ao Chile. No Congresso, o senador Pablo Neruda critica abertamente o governo. O presidente Videla exige a sua destituição, e confia ao temível inspetor Óscar Peluchonneau a responsabilidade de deter o poeta. Neruda e a esposa, a pintora Delia del Carril, não conseguem sair do país e são obrigados a esconder-se. Ele espicaça o inspetor, deixando-lhe pistas voluntariamente, de forma a tornar a perseguição ainda mais íntima e perigosa. Neste jogo do gato e do rato, Neruda aproveita a ocasião para se reinventar e tornar-se um símbolo da liberdade e uma lenda literária.
Filme nomeado para os Globos de Ouro 2017 na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Realização: Pablo Larraín - Intérpretes: Gael García Bernal, Luis Gnecco, Alfredo Castro - Género: Biografia / Drama; Chile, 2016 -107 min. - M 12 anos. Bilhetes a 4 euros.

quarta-feira, 8 de março de 2017

Ute Lemper regressa a Portugal com o espetáculo 'Songs From The Heart'

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz vai apresentar dia 16 de março pelas 21h30 um concerto com Ute Lemper - "Songs From the Heart", que brindará o público com músicas de Nick Cave, Tom Waits, poemas de Bukowski e Neruda, Chanson Française e os inevitáveis Brecht e Weill.
Um espetáculo imperdível, cujo repertório pretende ser uma celebração da carreira de Ute Lemper e daqueles que mais influenciaram a sua carreira. 
Bilhetes a 25 euros à venda em www.cae.pt e na bilheteira do CAE.

‘Um Instante de Amor’, filme de Nicole Garcia no CAE

Gabrielle foi criada numa pequena aldeia do sul de França no seio da pequena burguesia agrícola, onde o seu sonho de uma paixão absoluta causa escândalo. Numa época em que o casamento é inevitável para qualquer mulher, a sua resiliência é mesmo considerada loucura. Os seus pais decidem então casá-la com José, um trabalhador sazonal, encarregando-o de a tornar uma mulher respeitável. Apesar da devoção de José, Gabrielle insiste que nunca o amará e vive como uma prisioneira confinada aos limites da sociedade convencional do pós II Guerra Mundial. Até ao dia em que conhece André Sauvage, um veterano ferido durante a guerra da Indochina, que lhe desperta a paixão até então recalcada… 
Realização: Nicole Garcia; Intérpretes: Marion Cotillard, Louis Garrel, Alex Brendemühl; Drama, Romance, França, 2016 - Duração: 120 min. - M 14 anos. 
CAE, 6ª feira 10 de março, 21h30. Bilhetes a 4 euros.

sábado, 4 de março de 2017

Bailado no CAE no âmbito do 40º Aniversário da Companhia Nacional de Bailado

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta, dia 19 de março, pelas 18h00, no âmbito da comemoração do 40º Aniversário da Companhia Nacional de Bailado (CNB), as peças Serenade, Grosse Fuge, Herman Schmerman e 5 Tangos. 
Este é um programa de repertório onde se reúnem alguns dos coreógrafos que mais marcaram a História da Dança. 
……………………… 
A belíssima e feminina Serenade, de Balanchine, que contrasta com a energia masculina de Grosse Fuge, de Anne Teresa De Keersmaeker, a abstração de Herman Schmerman, de William Forsythe, com um dueto virtuosístico, e a inspiração latina de 5 Tangos, de Hans van Manen, são uma janela aberta para o que de melhor no século XX se produziu. 
Serenade 
Coreografia: George Balanchine | Música: Piotr Ilitch Tchaikovsky | Assistente da Fundação Balanchine: Nanette Glushak; 
Grosse Fuge 
Coreografia: Anne Teresa De Keersmaeker | Música: Ludwig van Beethoven | Cenografia e Desenho de Luz: Jan Joris Lamers | Figurinos: Rosas | Análise Musical: Georges-Elie Octors | Co-Criação: Nordine Benchorf, Bruce Campbell, Vincent Dunoyer, Thomas Hauert, Cynthia Loemij, Oliver Koch, Eduardo Torroja | Assistente da Coreógrafa: Jakub Truszkowski; 
Herman Schmerman 
Coreografia, Espaço Cénico e Desenho de Luz: William Forsythe | Música: Thom Willems | Figurinos: Gianni Versace e William Forsythe | Assistente do Coreógrafo: Maurice Causey; 
5 Tangos 
Coreografia: Hans van Mannen | Música: Astor Piazzolla | Cenários e Figurinos: Jean-Paul Vroom | Desenho de Luz: Jan Hofstra | Assistente do Coreógrafo: Nathalie Caris e Mea Venema; 
O preço dos bilhetes para este espetáculo é de 8 euros, estando igualmente disponível um pack ao preço de 10 euros que inclui a entrada para o espetáculo e master class. 
………………………. 
Neste âmbito, irá realizar-se uma master class de Dança Clássica, no dia 19 de março, pelas 10h00, nos estúdios de dança do CAE, com entrada a partir dos 12 anos. Esta master class será ministrada por um membro da CNB. O nº limite de inscrições é de 25 alunos, devendo o grupo de participantes estar compreendido numa das seguintes opções: 12/15 anos - intermédio ou mais de 15 anos – e avançado. Dá-se preferência a alunos de nível avançado. O preço da inscrição é de 10 euros e inclui bilhete para o espetáculo. 
Por sua vez, no dia 6 de março, pelas 15h30 (sessão escolas) e 21h30 (sessão para o público em geral), irá ser exibido o filme "No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos", de Cláudia Varejão, um documentário que acompanha a atividade da CNB durante doze meses, desde os ensaios aos espetáculos, passando pelo palco, estúdios e camarins. A entrada é gratuita.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Os D.A.M.A. vêm ao Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz

CAE, sábado 11 de março, 21h30 = um concerto com os D.A.M.A. que terá como 1ª parte a atuação de Mia Rose. 
Para os D.A.M.A. (sigla para a expressão Deixa-me Aclarar-te a Mente, Amigo) os dois últimos anos foram verdadeiramente imparáveis, tendo dado mais de 300 concertos de norte a sul de Portugal, participado nos maiores festivais do país, como o MEO SW ou o Rock in Rio, e lotado algumas das mais emblemáticas salas nacionais, como o Multiusos de Guimarães, o Campo Pequeno ou o MEO Arena. 
Em 2017 querem novamente marcar a diferença e realizar uma digressão mais intimista e envolvente, de modo a estarem perto daqueles que dão vida e justificam o seu sucesso. 
Na nova tour 2017 as verdadeiras estrelas irão ser as canções e as suas histórias. Será uma forma diferente de partilhar com o público, com mais cumplicidade e envolvimento, todo o seu universo musical. 
Entrada 25 euros; Bilhetes VIP 40 euros (3 primeiras filas da plateia, com acesso ao Meet & Greet com a banda no final do espetáculo). Bilhetes à venda em www.cae.pt e na bilheteira do CAE.

XIV Festival Internacional de Tunas Universitárias da Figueira da Foz no Casino Figueira

Luz & Tuna, da Universidade Lusíada de Lisboa – Estudantina Universitária de Coimbra – Tuna Universitária de Alcalá de Henares, Espanha – Afonsina, Tuna da Engenharia da Universidade do Minho. 
Casino da Figueira, sábado 11 de março, 21h00. Bilhetes à venda no próprio dia a partir das 16h00.

Filme As "Sufragistas" com entrada gratuita no Dia Internacional da Mulher

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz informa que irá realizar-se, no próximo dia 8 de março, pelas 21h15, no Pequeno Auditório, no âmbito do Dia Internacional da Mulher, uma sessão de cinema com o filme “As Sufragistas”, de Sarah Gavron. Esta sessão é da responsabilidade do Grupo Unitário de Mulheres da Figueira da Foz com o apoio da Câmara Municipal da Figueira da Foz. 
Após a sessão haverá um debate com a presença de Sérgio Dias Branco, professor auxiliar de Estudos Fílmicos da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. 
Sinopse: No início do século XX, as mulheres organizam-se para reivindicar o direito de participação na política e exigir leis mais justas que as incluíssem nas decisões parlamentares, inspiradas pelos conceitos iluministas de igualdade e liberdade. Apesar do seu importante papel social, principalmente no que se refere à educação, até então elas não eram vistas como sendo capazes de escolher os governantes. No Reino Unido, o movimento começou com a fundação da União Nacional pelo Sufrágio Feminino. De modo a expor as leis sexistas e a mudar a forma como eram olhadas, um grupo de mulheres da classe operária juntam as suas vozes à de Emmeline Pankhurst (Meryl Streep).
Realização: Sarah Gavron; Intérpretes: Helena Bonham Carter, Carey Mulligan, Meryl Streep, Ben Whishaw; Drama, França/Reino Unido, 2015 - Duração 106 min, m/12 anos - entrada é gratuita.

quinta-feira, 2 de março de 2017

Jardins de Inverno vão decorrer aos fins de semana de março

O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz apresenta no seu Jardim Interior, de 4 a 25 de março, a 7ª edição do evento Jardins de Inverno. Os concertos têm início a partir das 23h00, com entrada livre, e decorrem em todos os fins de semana de março. 
Programação: 
4 de março - Pensão Flor (fado /world music) = Os Pensão Flor chegam ao seu segundo álbum, “Sul”, com a renovada intenção de dar à música portuguesa novas, radiantes e inesperadas canções onde a música portuguesa de raiz – seja urbana como o fado de Lisboa ou de inspiração mais rural – encontra facilmente ecos noutras músicas. Uma música em que estes elementos se conjugam de uma forma orgânica, verdadeira, singela e de uma beleza deslumbrante. Os Pensão Flor são constituídos por Vânia Couto (voz), Tiago Curado de Almeida (guitarra, voz), Luís Pedro Madeira (piano, acordeão), Hugo Gamboias (guitarra portuguesa) e Ni Ferreirinha (baixo acústico). 
10 de março – Señoritas (pop/rock) = Señoritas é o novo projeto de Mitó Mendes (A Naifa) e Sandra Baptista (A Naifa / Sitiados). Em 2014, com o fim d’A Naifa, as Señoritas criam um novo projeto, partilhando o gosto comum de ensaiar, compor e tocar juntas. Desta vontade, nasceu um conjunto de canções que giram em torno de um universo feminino, de meia-idade, tendencialmente urbano, e que expressam toda a desilusão desta geração. Este novo projeto, minimalista do ponto de vista musical, assenta na voz e na guitarra de Maria Antónia Mendes e no acordeão e no baixo elétrico de Sandra Baptista, suportadas por sets de programações que realçam a crueza e nudez da linguagem musical.
11 de março – The Greyhound James’ Band (rock/blues) = The Greyhound James’s Band forma-se nos despojos de Candy Mountain, o duplo álbum de estreia, do qual é retirado o EP “Feed Your Hound”. A sua música nasce de uma mente descontinuada. Perseguido pela rudeza do rock clássico, propaga-se com o vigor de um cowboy renegado, que chora os seus pesares, montado nos blues, adormecendo à luz do lume brando mas perpétuo do soul. The Greyhound James’ Band são constituídos por Tiago Gomes a.k.a. Greyhound James, na guitarra, harmónica e voz; Rodrigo Ribeiro, na guitarra; Rui Santos, no baixo; Rui Tavares, na bateria; César Oliveira, no hammond rhodes e piano; e Célia Botelho, nas vozes. 
17 de março – Quase um Fado, por Nadine Brás (fado) = “Quase um Fado” é um projeto composto por voz (Nadine Brás), piano (José Diogo Martins) e saxofone (Artur Mendes) que através do fado e do seu extenso e diversificado repertório se propõe a percorrer musicalmente Portugal. Através deste género musical reúnem-se tradições, fundem-se raízes e uma visão jovem, sendo esta enriquecida musicalmente com as influências dos diversificados percursos musicais dos elementos que o compõem. O fado é abordado na sua totalidade neste projeto: fado tradicional/fado popular, fado musicado/fado-canção e música tradicional portuguesa/folclore. Uma viagem por Portugal tendo como único destino o Fado – Património Imaterial da Humanidade. 
18 de março – Petit Gatô (jazz/bossa nova) = Petit Gatô é um trio composto por Ricardo Torres, no clarinete; Vítor Nunes, no acordeão; e Pedro F. Sousa, no contrabaixo. Com a destreza curiosa de um gato, este trio aborda vários estilos e sonoridades musicais, que passam pelo cancioneiro francês, o tango, o jazz, a bossa-nova e até mesmo um repertório mais atual, sempre com a liberdade e espontaneidade tão próprias. 
25 de março – SENZA (fusão lusófona/world music) = Os músicos Catarina Duarte e Nuno Caldeira partiram, em 2015, de mochila às costas, sem nada programado, e aventuraram-se numa viagem de três meses pela Ásia que acabou por se transformar num projeto de músicas originais. Os SENZA, daí em diante assim denominados, trouxeram as suas memórias em forma de música. Editaram um disco intitulado "Praia da Independência", que mereceu o selo "Disco Antena 1", que já foi apresentado ao vivo na Índia, China, Alemanha, Bélgica, Espanha e Portugal. São constituídos por Catarina Duarte, na voz; Nuno Caldeira, na guitarra; Quiné Teles, na bateria e percussão; Pedro Almeida, no piano -

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Concerto solidário para as crianças da Síria nos Caras Direitas

“…que venham muitos. As crianças vitímas da guerra na Síria necessitam do nosso apoio, vai ser uma noite bem passada!” 
Espetáculo com a Estudantina Universitária de Coimbra = Sábado, dia 4 de março, 21h30, no Grupo Caras Direitas em Buarcos = Bilhetes disponiveis no bar e na administração do Grupo Cara Direitas e na organização do Movimento Mão na Mão.

Revista na Casa do Povo de Maiorca “Isto é que é uma Feira”

Sábado, dia 4 de março, 21h30, a cargo do grupo Cénico do Grupo Instrução Recreio Quiaense.

Escola de Artes do CAE organiza Oficina de Teatro “À descoberta do Teatro… do eu e do nós…”

Organizado pela Escola de Artes do Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz, a Oficina de Teatro é para todos acima dos 16 anos e não exige qualquer experiência anterior, e o seu programa é o de procurar contribuir de modo gratificante para o melhor (re)conhecimento de nós, enquanto pessoa e coletivo e onde, num ambiente lúdico, as técnicas de representação aliadas à imaginação e criatividade proporcionam o aumento da autoconfiança e consequentemente do autoconceito e autoestima. 
Pelo que não se procura formar (preferencialmente) ninguém para ser ator ou altriz, mas facilitar o livre e despreconceituado envolvimento dos/as participantes em situações que mobilizam a expressão de sentimentos e emoções... e nos libertam de tensões! 
Oficina de Teatro “À descoberta do Teatro… do eu e do nós…” = CAE, de 7 de março a 2 de maio.

Cinema no CAE no início de março: ‘Toni Erdmann’ dia 3 e ‘No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos’ dia 6

Filme "Toni Erdmann" de Maren Ade, 6ª feira dia 3, 21h30: 
Ines é uma mulher de negócios de uma grande empresa alemã sediada em Bucareste. Quando o pai lhe aparece inesperadamente, Ines não consegue esconder a sua contrariedade. Embora leve uma vida perfeitamente organizada sem qualquer solavanco, quando o pai lhe pergunta: "És feliz?" a sua incapacidade em responder desencadeia uma perturbação profunda. Este pai irritante – do qual ela se envergonha – faz tudo para a ajudar a encontrar um sentido para a vida, recorrendo à invenção dum personagem: o engraçado Toni Erdmann... 
Este filme foi nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro e para os Globos de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro; Recebeu também o Prémio Lux do Parlamento Europeu e o Prémio FIPRESCI - Festival de Cannes. No European Film Awards - Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Argumento, Melhor Ator e Melhor Atriz. 
Realização: Maren Ade; Intérpretes: Peter Simonischek, Sandra Hüller; Comédia, Alemanha 2016, 162 min, m 12 anos. Bilhetes a 4 euros.
………………………………………………………
Filme "No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos" de Cláudia Varejão, 6 de março, 15h30 e 21h30:
O Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz vai realizar a 6 de março, pelas 15h30 (sessão para escolas) e 21h30 (sessão para o público em geral), uma sessão de cinema com o filme "No Escuro do Cinema Descalço os Sapatos", de Cláudia Varejão, no âmbito da Comemoração do 40º Aniversário da Companhia Nacional de Bailado (CNB). 
A realizadora Cláudia Varejão e a sua assistente de som Adriana Bolito acompanharam a CNB durante doze meses, recolhendo as imagens que fazem parte do documentário que agora se apresenta.
Agachadas, invisíveis num canto escuro do palco, dos estúdios ou dos camarins, de certeza que nos apanharam a todos descalços, fosse no nosso quotidiano simples e rotineiro dos ensaios ou no mais emocional e frágil dos espetáculos. Dançar, mais do que uma profissão, é um modo de vida e o título do filme, um poema de Adília Lopes, gentilmente cedido pela autora, remete-nos para a vulnerabilidade dessas vidas. Será destas imagens, guiadas por artistas e por todos que trabalham com a CNB que, seguramente, também rezará a história das quatro décadas da Companhia. 
 Fotografia e Realização: Cláudia Varejão | Som: Adriana Bolito | Montagem: Cláudia Varejão e Francisco Moreira | Assistente de Montagem: Maria Maranha | Montagem e Misturas de Som: Hugo Leitão | Correção de Cor: Paulo Américo | Produtor: João Matos | Coordenação de Produção: Cláudia Varejão, Celeste Alves e Bárbara Valentina | Coordenação de Pós-Produção: Marta Lemos. 
Uma encomenda da Companhia Nacional de Bailado com produção da Terratreme. 
“No escuro/ do cinema/ descalço/ os sapatos” = Título do filme é um poema de Adília Lopes, gentilmente cedido pela autora. (Adília Lopes, in Versos verdes,1999. Dobra – Poesia Reunida).
Entrada gratuita.